Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dos Meus Livros

A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida. Fernando Pessoa.

| 279 |

- E o problema é esse - disse eu.

- O quê?

- Que nada muda.

- Por amor de Deus, que é que querias que mudasse?

- Tudo. A vida devia estar sempre a mudar.

(...)

- Eu quero viver - exclamei, derramando lágrimas de frustração.

- E hás-de viver, claro que hás-de viver. Que é que julgas? Que é para sempre, este período, este tempo de mortos? É um momento fugaz, não compreendes? Vai passar e tu vais viver, acredita, vais viver.

Vida Entrelaçadas

Linda Grant

| 275 |

Quanto mais procurava reviver as minhas memórias, mais falsas me pareciam - já não tinha a certeza absoluta se os acontecimentos que invocavam se tinham passado comigo ou com um personagem de um filme ou de um livro.

Vidas Entrelaçadas

Linda Grant

| 274 |

Falei-lhe das minhas tentativas para arranjar emprego e de todas as candidaturas que tinha mandado mas ele disse:

- Ora, querida, não sabes que não é assim que funciona?

- Como é que funciona?

- Contactos, tonta!

Vidas Entrelaçadas

Linda Grant

| 272 |

Houve alturas, antes de atingir o terreno mais estável dos trinta anos, do casamento e das minhas filhas, em que andei seriamente preocupada com a possibilidade de ser louca, de os meus pais me terem enlouquecido, de ter nascido simplesmente assim ou de tudo se dever ao ar asfixiante de Benson Court.

Vidas Entrelaçadas

Linda Grant